Subdomínios ou subdiretórios?

Ao estruturamos a navegação do website, nos deparamos com questões estruturais e melhores práticas para garantir uma organização consistente e de fácil compreensão em nossa URL.

Eis duas possibilidades para organização:

1.      subdomínios (blog.site.com.br)

2.      subdiretórios (site.com.br/blog)

Houve um tempo em que se discutia sobre o impacto que estas duas estratégias trariam para o website. Acreditava-se que o subdomínio teria a particularidade de ser visto como um novo domínio, dissociado, e o sudiretório por estar dentro da estrutura de diretórios teria sua vantagem por se relacionar com a força do domínio principal.

Alguns experts em SEO, assim como o Rand Fishkin, que afirma neste post que “quaisquer que sejam as heurísticas que os mecanismos usem para julgar se o conteúdo deve herdar a capacidade de classificação de seu domínio pai, parece ter problemas para passar consistentemente para subdomínios.” e que algumas empresas enfrentam dificuldades para otimizar o seu conteúdo quando utilizam a estratégia de subdomínio.

Pois bem, isto foi respondido pelo o ex-Google Matt Cutts responsável pelo setor de busca, que afirmou que para o mecanismo tanto faz, ou seja, é uma decisão particular de cada empresa definir qual padrão seguir, pois o robô irá percorrer e fazer a indexação conforme podemos ver no vídeo do Google WebMasters.

https://www.youtube.com/watch?v=_MswMYk05tk

Subdomínios e subdiretórios são estruturas na web e devem ser utilizadas de forma a favorecer a estratégia da empresa. Caso existam equipes atuando em aplicações distintas, talvez a opção seja manter em subdomínios, mas isto irá depender do impacto desta escolha para a organização.


Por Andrew Esteves


Estratégias da era digital e-book