Os algoritmos Panda e Pinguim

São utilizados para o rankeamento de sites no motor de buscas do Google, avaliando e computando notas de acordo com o seu page rank.

Eles foram desenvolvidos para bloquear sites de baixa qualidade e spam, com isto levar para os internautas sites com conteúdo de melhor qualidade e confiança.

Com estes algoritmos o Google foca em sites de tem qualidade em sua arquitetura de informação e conteúdo relevante.

O Google Panda

A função deste algoritmo é a posicionar os sites quem são avaliados de alta qualidade para o topo da página do motor de buscas. Ele determina a qualidade do site através de diversos critérios e para alcançar estes utilizamos a otimização de site para fornecer ao algoritmo todas as informações bem estruturadas para ganhar pontos ao efetuar sua avaliação.

Este é o primeiro algoritmo a utilizar inteligência artificial para classificar sites de acordo com a sua qualidade. Os parâmetros mais utilizados são:

  1. Arquitetura de informação
  2. Velocidade
  3. Confiabilidade
  4. Fluxo de tráfego.

O Google Pinguim

Este é mais recente e também mais robusto do que o Panda, seu principal objetivo é penalizar os sites que utilizam as técnicas de otimização de site em excesso, chamados de black hat.

É um filtro que irá mensurar a qualidade do conteúdo e penalizar caso haja irregularidades em sua estrutura.

Confira algumas das técnicas de SEO que utilizadas em excesso são denominadas de Black Hat:

  1. Esconder palavras-chave e links
  2. Palavras-chave não relacionadas ao assunto do conteúdo
  3. Page swapping
  4. Cloaking
  5. Doorway
  6. Conteúdo duplicado
  7. Link farms.

Por este motivo deve-se analisar se a estratégia de otimização de site está seguindo as diretrizes do Google com bastante atenção para não ser penalizado e ter o site fora do buscador.


Por Andrew Esteves


Estratégias da era digital e-book